Mistério da Cultura e Correios apresentam

Sobre a diretora: Joahanna Demetrakas

Com o seu primeiro documentário , Womanhouse , sobre uma inovadora mostra de arte feminista, Demetrakas ganhou o AFI Grant de Cineastas Independentes , um lugar no Museu Whitney de Novas Séries de Cineastas Americanos e o reconhecimento internacional em festivais como a Bienal de Veneza , Paris e Nova Iorque. Seu segundo documentário artístico ,

Right Out ofHistory: The Making of Judy Chicago’s Dinner Party , foi transmitido pela PBS e a BBC, após a aclamação nos Festivais de Cinema de Londres e Berlim. Seus documentários de arte têm sido mostrados em muitos museus , incluindo a grande exposição “Los Angeles 1955 – 1985!, no Museu Pompidou, em Paris, 2006. O Pompidou comprou, recentemente, uma cópia de Womanhouse para sua coleção permanente . Desde que ganhou o Prêmio do Programa Discovery ao fazer o “curta” dramático Homesick, em 1989 (Sundance , vencedor do Festival de Houston, apresentação na Showtime), Demetrakas tem empregado suas energias para escrever e dirigir tanto ficção dramática, quanto documentários. Seus créditos incluem LA Law , DoogieHowser , MD, e a apresentação no canal de televisão Lifetime, Out ofLine , estrelado por Jennifer Beals . Em 2004, Demetrakas produziu, dirigiu e editou um Especial de duas horas, Biografia de Richard Gere, para o A & E (Canal de TV). Foi a primeira Biografia do A & E sem um narrador .

Equipe “Louca Sabedoria” – Crazy Wisdom

Produção e Direção: Johanna Demetrkas
Produção: Lisa Leeman
Edição: 
Johanna Demetrakas, Kate Amend, A.C.E.
Diretor de Fotografia: Pablo Bryant
Trilha Sonora: Sean Callery
Design: Bill Russell
Engenheiro de Som: Midge Costin

Fotos Louca Sabedoria

Movies

  • Lorem Ipsum is simply.

    Lorem Ipsum is simply. rerem Ipsum is rerem Ipsum is

    View More
  • Lorem Ipsum is simply.

    Lorem Ipsum is simply. rerem Ipsum is rerem Ipsum is

    View More

CrazyWisdom é o primeiro filme a explorar a vida e a "louca sabedoria" de ChögyamTrungpa, Rinpoche, conhecido líder budista que trouxe o budismo tibetano para o Ocidente. Trungpa foi chamado de gênio, de patife e visionário social; também, de "um dos maiores mestres espirituais do século 20" e "o menino mau do budismo", desafiando categorizações.

Criado e treinado dentro da mais rigorosa tradição monástica tibetana, Trungpa veio para o Ocidente e transgrediu as nossas noções preconcebidas sobre como um mestre Iluminado deve se comportar – ele, livremente, fumou, bebeu e teve relações íntimas com os alunos - mas seus ensinamentos são reconhecidos como autênticos, grandiosos e influentes.

Há 17 anos na América do Norte, Trungpa ensinou o budismo como se fosse uma questão de vida ou morte. Ele se comprometeu a criar uma Fundação para a construção de uma sociedade esclarecida. Allen Ginsberg o considerava seu guru; Thomas Merton quis escrever um livro com ele, Joni Mitchell escreveu uma música sobre ele.

Filmado no Reino Unido, Tibete, Canadá e nos EUA, 20 anos após a morte de Trungpa, com um recorte sem precedentes e uso de materiais de arquivo exclusivos, “Louca Sabedoria” olha para o homem e os mitos criados sobre ele, buscando um registro fidedigno. "Não foi o quê ele ensinou , foi como ele ensinou", diz PemaChodron, autor, professor e ex-aluno de Trungpa. Vinte anos depois de sua morte, o nome de Trungpa ainda evoca admiração e indignação. O que o fez desgarrar-se? E o que é a iluminação, afinal?