Paula Fouce

A documentarista Paula Fouce aos 19 anos viajou para o Nepal e Índia para estudar. Na década de 1970, trabalhou como agente de viagens para passeios espirituais, imergindo-se ainda mais nas culturas da Índia, Tibete e Nepal. Ela conheceu os iogues e aprendeu sobre as muitas religiões da região, incluindo hinduísmo, islamismo, sikhismo e jainismo. Sempre muito perto da escola budista, Fouce foi iniciado pelo Karmapa em 1976. Essas experiências, tanto profissionais como pessoais, formaram as bases para os temas de seus filmes. Fouce, através de sua empresa Paradise Filmworks, produziu e dirigiu Origens do Yoga e Nu em Cinzas. Seu novo filme, é um documentário sobre a intolerância religiosa no qual Dalai Lama tem um papel importante.

FOTOS

Movies

  • Lorem Ipsum is simply.

    Lorem Ipsum is simply. rerem Ipsum is rerem Ipsum is

    View More
  • Lorem Ipsum is simply.

    Lorem Ipsum is simply. rerem Ipsum is rerem Ipsum is

    View More
Sinopse

Na Índia em meio a um bilhão de pessoas existem os ascetas e, para as mentes ocidentais, a excêntrica comunidade de 13 milhões de iogues. Eles vivem num mundo nunca visto no cinema. Nu em Cinzas é um documentário inovador que oferece um olhar sem precedentes do Yogi Oriental. Esses místicos abandonam a vida material para embarcar com profundidade em uma busca espiritual. Com honesta simplicidade, esse documentário fornece um vislumbre mágico para o mundo desses sábios que encontram um significado profundo em uma vida de castidade, austeridade e devoção. Cobrindo seu corpo do calor com as cinzas dos mortos, puxando automóveis com seus órgãos genitais, entre outras austeridades, o filme traz retratos íntimos da vida desses ascetas, cuja única missão é experimentar o Divino evocando tanto os olhos quanto a mente .