V Festival Internacional Cinema e Transcendência

CINEMA PARA TRANSFORMAR MENTES E ALMAS

18 de Dezembro de 2018 a 06 de Janeiro de 2019. Entrada franca.

*27 filmes de várias nacionalidades

*Curtas, médias e longas-metragens que passeiam por diferentes gêneros do cinema

* Lançamento de ‘Mito e Música: A Mensagem de Fernando Pessoa’, de Rama Oliveira e André Luiz Oliveira

*Espaço lúdico dedicado ao encontro entre a infância e a terceira idade

*Oficinas, rodas de conversas, vivências, debates e shows musicais

*Entrada franca, mediante retirada de ingressos na bilheteria

Poetizar a vida. Esta é a proposta do FESTIVAL INTERNACIONAL CINEMA E TRANSCENDÊNCIA que chega à quinta edição em 2018 ampliado e com muitas novidades. De 18 de dezembro a 06 de janeiro de 2019, o Centro Cultural Banco do Brasil Brasília promoverá a exibição de 27 filmes, entre curtas, médias e longas-metragens, produzidos em diferentes países e com linguagens que vão da animação ao documentário, da comédia ao experimental. Além do cinema, o Pavilhão de Vidro do CCBB receberá a ‘Casa dos Saberes’, um espaço para reafirmar a importância da sabedoria ancestral brasileira, com um convite para a interação entre avôs e netos. A abertura desta grande festa do cinema mundial será com a projeção de ‘Ascensão de Burkina Faso: A Arte da Resistência’, da diretora brasileira de origem coreana Iara Lee, criadora da Rede de Culturas da Resistência. O FESTIVAL INTERNACIONAL CINEMA E TRANSCENDÊNCIA tem curadoria do cineasta, músico e pesquisador André Luiz Oliveira e da diretora e produtora Carina Bini. Uma realização do Fundo de Apoio à Cultura da Secretaria de Cultura do Distrito Federal e patrocínio do Banco do Brasil.

Evento dedicado ao livre pensamento, o FESTIVAL INTERNACIONAL CINEMA E TRANSCENDÊNCIA busca apresentar diferentes reflexões sobre a experiência humana na Terra. A programação aposta em títulos que promovem o autoconhecimento, ampliando a discussão sobre temas como consciência, ecologia, sociedade, desenvolvimento humano, espiritualidade, além de dialogar sobre o papel da arte como mediadora entre o sentido estético e a experiência transformadora.

Em 2018, o festival chega ampliado. Serão 16 dias de programação. Pela primeira vez, o evento abriu espaço para inscrições e os curadores se surpreenderam com o número alcançado: foram 635 filmes inscritos, produzidos em 38 países, todos eles realizados entre 2017 e 2018. “Ficamos impressionados com tamanha produção de filmes que trazem uma reflexão sobre a vida, a sociedade e o planeta”, afirma a curadora Carina Bini. E informa: “A intenção das inscrições foi acessar os realizadores jovens do mundo todo e transformar o festival numa janela para que estes filmes possam ser exibidos”.

Além dos filmes selecionados dentre os inscritos, a curadoria trabalhou com títulos convidados, produzidos em diferentes anos e países, consagrados e de vanguarda, que abordam diversos aspectos da transcendência. Como inspiração, as palavras do realizador chileno Alejandro Jodorowsky, um dos patronos permanentes do festival: “O cinema é um instrumento poderoso capaz de transformar almas e mentes”. Este potencial de comunicação do cinema e sua capacidade profunda de acessar emoções humanas levaram o cineasta e músico André Luiz Oliveira a idealizar o FESTIVAL INTERNACIONAL CINEMA E TRANSCENDÊNCIA. Segundo já afirmou, a intenção é expandir consciências: “Neste quinto Festival estão curtas, longas, curtíssimos, médias, ficções, documentários, experimentais, dramas e lutas, que refletem o mundo caótico em que vivemos, entretanto e acima de tudo, um mundo solidário, propositivo, em permanente movimento e transformação”, disse André.