Autobiografia do diretor Alejandro Jodorowsky que homenageia através da sua história a herança artística no Chile, seu país de origem. Durante a sua juventude, denuncia e rompe com as amarras familiares de uma sociedade conservadora e provinciana. Assume a sua poesia como expressão de vida e circula no ambiente artístico boêmio dos anos 1940 no Chile. Através do filme de uma poesia sem fim e com a maestria que caracteriza a sua jornada psicológica, estética e espiritual, Jodorowsky, aos 86 anos de idade, exorciza os fantasmas familiares em um extraordinário encontro de magnitude libertadora.